UADP
Unidade de Aprendizagem
e Desenvolvimento Profissional
Prof.ª Catarina Pinheiro MotaProf.ª Catarina Pinheiro Mota
Professora de Psicologia Clínica
259350769
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

É professora auxiliar no Departamento de Educação e Psicologia da UTAD. Pós-Doutorada em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. Doutorada em Psicologia (Consulta Psicológica e Familiar) pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. Licenciada em Psicologia Clínica pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde – Norte. Membro do Centro de Investigação da Universidade do Porto. Membro da Comissão Editorial da Revista Eletrónica de Educação e Psicologia (EduPsi). Os seus principais interesses de investigação são: Vinculação na adolescência e jovem adulto (individuação, resiliência, bem-estar, competências sociais, saúde mental, ...); Processos inerentes à configuração familiar (tradicional, divorciada e em institucionalização); Institucionalização e acolhimento de crianças e jovens; Psicologia clínica (estudos de caso), Psicoterapia (Terapia Centrada no Cliente).

Publicações relevantes:
Costa, M., Mota, C.P., & Milheiro, C. (2014). Angústia de Uma Perda – Caso Maria: Uma Abordagem Terapêutica. Psicologia Clínica, 25 (11), 197- 213. SCOPUS
Melo, O., Mota, C. P., & Silva, S. D. (2014) “Assumir o papel do Pai”- Intervenção Psicoterapêutica na Adolescência. Psicologia USP, 25 (1), 31-40. SCOPUS
Mota, C.P., & Matos, P.M. (2014). Padres, profesores y pares: Contribuciones para la autoestima y coping en los adolescentes. Anales de Psicologia, 30(2), 656-666. http://dx.doi.org/10.6018/analesps.30.2.161521 [ISI]
Freitas, V., Mota, C. P., & Borges, M. (in press, 2014). No limite da realidade - Intervenção Psicoterapêutica na Vivência de João – Estudo de Caso. Estudos de Psicologia 31(2)….. SCOPUS,
Mota, C.P., & Matos, P.M. (in press 2014). Relación parental, autoestima y depresión en jóvenes Portugueses: Implicaciones de los conflictos interparentales, coligación y triangulación. Universitas Psychologica, 13(3)XXX  ISI
Melo, O., & Mota, C.P. (in press, 2014). “Vinculação amorosa e bem-estar em jovens de diferentes configurações familiares”. Psicologia em Estudo. SCOPUS
Melo, O., & Mota, C.P. (in press 2014). “Conflitos interparentais e o desenvolvimento de psicopatologia em adolescentes e jovens adultos”. Paidéia. SCOPUS
Mota, C. P., & Matos, P. M. (2013). Peer attachment, coping and self-esteem in institutionalized adolescents: The mediating role of social skills. European Journal of Psychology of Education, 28(1), 87-100. Digital Object Identifier (DOI) 10.1007/s10212-012-0103-z . ISSN: 0256-2928 (Print) 1878-5174 (Online) http://www.springerlink.com/content/j73284528283443l/ - ISI
Costa, M., Mota, C.P., & Milheiro, C. (2013). Abordagem psicodinâmica em um estudo de caso sobre transtorno de personalidade borderline. Psicologia Teoria e Prática, 15(3),19-33. PSYCINFO
Mota, C.P., & Matos, P.M. (2013). Conflitos interparentais e processos de individuação em adultos emergentes portugueses: O papel dos conflitos de lealdade. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 29 (3), 267-276. SCOPUS
Relva, I., Fernandes, O. M., Mota, C. P. (2013). Exploration of sibling violence predictors. Journal of Aggression, Conflict and Peace Research, 5 (1), 46-62.  SCOPUS
Costa, M. & Mota, C.P. (2012). Configuração familiar, género e coping em adolescentes: papel dos pares. Psicologia em Estudo, 17 (4), 567-575. SCOPUS
Mota, C. P. (2012). “A fuga de André – Intervenção Psicoterapêutica”. Estudos de Psicologia, 29 (1), 809-820. SCOPUS
Mota, C. P., & Rocha, M. (2012). Crescimento Pessoal na Adolescência e Jovem Adultícia: Separação-Individuação e o Jogo das Relações. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 28 (3), 357-367. SCOPUS
Mota, C. P., Matos, P. M., & Lemos, M. S. (2011). Psicometric Properties of the Social Skills Questionnaire- Portuguese adaptation of the student form (grades 7 to 12). Spanish Journal of Psychology, 14 (1), 480-493. ISI
Mota, C.P., & Matos, P.M. (2009). Vinculação, conflito e auto-estima em adolescentes de famílias intactas e divorciadas. Psicologia: Reflexão e Crítica, 22 (3), 317-325. ISI
Mota, C.P., & Matos, P.M. (2008). Adolescência e institucionalização numa perspectiva de vinculação. Psicologia & Sociedade, 20 (3), 367-377. SCOPUS
Costa, M. & Mota, C.P. (in press, 2014). Papel da ligação aos pares e estratégias de coping na auto-estima de adolescentes institucionalizados. Revista Psicologia Educação e Cultura. PsycINFO, PsycLIT, ClinPSYC e Psychological Abstracts da American Psychological Association (APA).
Melo, O., & Mota, C.P. (in press, 2014). Protótipos de vinculação amorosa: bem-estar psicológico e psicopatologia em jovens de famílias intactas e divorciadas. Análise Psicológica. SCOPUS
Costa, M. & Mota, C.P. (2012). Individuação parental e qualidade de ligação aos pares na adaptação psicossocial.  Revista Psicologia Educação e Cultura, 16, 2, 131-152. http://pec.ispgaya.pt/edicoes/2012/PEC2012N2/index.html PsycINFO, PsycLIT, ClinPSYC e Psychological Abstracts da American Psychological Association (APA)
Matos, P.M., Mota, C.P. Carvalho, H., Cabral, J., Rocha, M., Ávila, M., Moura, O, Santos, R.A., & Gouveia, T. (2011). Vinculação, desenvolvimento e adaptação psicossocial. Relatório científico de projeto apresentado à FCT  (pp. 114). (PTDC/PSI/65416/2006)
Rocha, M., Mota, C.P., & Matos, P. M., (2011). Vinculação à mãe e ligação aos pares na adolescência: O papel mediador da auto-estima. Análise Psicológica, 2 (29), 185-200. SCOPUS
Mota, C. P. (2010). Caso Clínico: “Agora Brincas Tu…”: Uma Proposta de Intervenção Não-Directiva. Saúde Mental,12(2), 27-39.
Mota, C.P., & Matos, P.M. (2010). Adolescentes Institucionalizados: O papel das figuras significativas na predição da assertividade, empatia e autocontrolo. Análise Psicológica 2 (28), 245-254. SCOPUS
Mota, C.P., & Matos, P.M. (2008). Competências Sociais e Variáveis Relacionais em Adolescentes. Psicologia, Educação e Cultura, 12 (1), 61-86. PsycINFO, PsycLIT, ClinPSYC e Psychological Abstracts da American Psychological Association (APA)
Mota, C. P. (2007). Mas qual mudança? O percurso de uma aceitação de si enquanto pessoa… Saúde Mental, 3, 32-37.
Mota, C.P., & Matos, P.M. (2006). Propriedades Psicométricas do Coping Across Situations Questionnaire – CASQ numa amostra de adolescentes portugueses, Psychologica, 43, 211-226. PsycINFO, Latindex e Psicodoc.
Mota, C. P. (2014).  A afetividade na vivência da sexualidade - Prevenção na infância e  adolescência. In  C. A. Ferreira; A. M. Bastos & H. Campos (Coord.). Práticas educativas: Teorização e formas de intervenção (p. 303-310). Vila Real: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. ISBN: 978-989-704-175-4.
Mota, C.P., & Matos, P. M. (2011). Adolescência e conflitos parentais: Uma perspectiva de resiliência. In P.M. Matos, C. Duarte, & M.E. Costa (Coords.). Famílias: Questões de desenvolvimento e intervenção (p.125-251). Porto: LivPsic.
Mota, C. P. (2012). Fundamentos de psicopatologia: Abordagem na psicologia clínica. Série Didáctica de Ciências Sociais e Humanas, 87. Vila Real: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. ISBN: 978-989-704-107-5, Depósito legal: 352559/12.
Mota, C. P. (2011). Uma abordagem sobre a teoria da vinculação: Desenvolvimento da Vinculação na Adolescência. Série Didáctica de Ciências Sociais e Humanas, 78. Vila Real: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. ISBN: 978-989-704-027-6.
Mota, C. P. (2011). Vicissitudes no processo de vinculação – Risco, vulnerabilidade e resiliência: O divórcio e a esfera relacional do adolescente. Série Didáctica de Ciências Sociais e Humanas, 79. Vila Real: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. ISBN: 978-989-704-028-3.