UADP
Unidade de Aprendizagem
e Desenvolvimento Profissional
Prof. Alexandre ParafitaProf. Alexandre Parafita
Professor de Património Cultural imaterial
259350000
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Professor auxiliar no Departamento de Letras, Artes e Comunicação da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Doutoramento em Cultura Portuguesa e o Mestrado em Ciências da Comunicação, na especialidade de Antropologia da Comunicação. Investigador nas áreas do património cultural imaterial e da mitologia nacional, para além de escritor. Enquanto investigador, faz parte da equipa incumbida de realizar o “Arquivo e Catálogo do Corpus Lendário Português”, no âmbito da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), e coordena o Projeto de Inventariação do Património Cultural Imaterial do Douro, no âmbito do Museu do Douro.


Publicações relevantes:
Como escritor, é autor de meia centena de obras, muitas das quais fazem parte do Plano Nacional de Leitura (PNL). Publicados nas principais editoras nacionais (Texto Editores, ASA, Gailivro, Porto Editora, Oficina do Livro, Plátano, etc.), eis alguns dos seus livros mais conhecidas: “A Mitologia dos Mouros”; “O Maravilhoso Popular”; “A Comunicação e a Literatura Popular”, “Antologia de Contos Populares” (2 vols); “Património Imaterial do Douro – Narrações Orais” (2 Vols.); “Antropologia da Comunicação”; “Chovia Ouro no Bosque”; “A Princesinha dos Bordados de Ouro”; “Branca Flor, o Príncipe e o Demónio”; “A Mala Vazia”; “Diabos, diabritos e outros mafarricos”; “Bruxas, feiticeiras e suas maroteiras”; “Histórias de arte e manhas”; “Contos de animais com manhas de gente”; “Histórias a rimar para ler e brincar”; “Memórias de um cavalinho de pau”; “Vou morar no arco-íris”; “O rei na barriga”; “Pastor de rimas”; “O tesouro dos maruxinhos”; “Lobos, raposas leões e outros figurões”; “Contos ao vento com demónios dentro”; “Balada das Sete Fadas”; “Contos de Animais como contaram aos pais dos nossos pais”; “Magalhães aos olhos de um menino”, “A Máscara do Demo”.